Kinki Kids j-drama.


Platonic Episódio 01
2014




Perfil

Drama título: Platonic
Português: Platônico
Romaji: Puratonikku
Japonês: プ ラ ト ニ ッ ク
Diretor: Kyoji Otsuka, Makoto Naganuma, Hiroshi Yoshino
Escritor: Shinji Nojima
Rede: NHK
Episódios: 8
Data de lançamento: 25 de maio - 13 jul 2014
Dias: Domingos 2: 00-22: 50
Idioma: Japonês
País: Japão


Enredo

Sara (Miho Nakayama) é uma mãe de UTI, ela teve uma filha com uma grave doença cardíaca. Sua única chance de vida está num transplante. Sara, desesperada, acaba entrando num fórum de suicidas e lá encontra um misterioso rapaz ( Tsuyoshi domoto) que oferece seu coração. Sara é o tipo de mãe que não mede esforços para salvar sua filha e aceita a oferta do suposto suicida. Mas em meio a negociação, ela se apaixona por Tsuyoshi que é um rapaz meigo. Assim, ela começa uma luta entre seu lado mãe e seu lado mulher. Enquanto Tsuyoshi vive o drama de fazer de sua vida algo com propósito grandioso.

Review

Eu gostei muito desse drama e vou falar um pouco dele com spoyler, por isso, não leia se não quer perder as surpresas. Bom, não assistia um drama emocionante assim desde de Summer Snow, que tem um tema parecido. Mas esse ficou fantástico porque os personagens têm uma malícia que geralmente em outros dramas não têm. Sara possui segredos, ela usou todos, até o médico pra poder salvar sua filha. No começo, eu fiquei intrigada porque o médico fazia tudo por ela e não questionou a ética. Mas nos capítulos depois se descobre o podre. Tsuyoshi também tem seus segredos e ele como sempre, é um moço meigo. Na série, ele é perfumista e está com um tumor cerebral e por isso tenta fazer sua vida ter um sentido antes de morrer. Eu sei que para doar o coração é preciso ter morte cerebral, mas jamais imaginei que alguém com tumor pudesse doar. Bom, acho que não pode, pela ética e pelo fato de ser câncer. Afinal, os transplantados tomam imunossupressores que diminuem as defesas do organismo e qualquer célula cancerígena vinda do doador pode acabar com tudo.  Eu fiz até uma pesquisa sobre tumores cerebrais, mas não encontrei nada que pudesse encaixar na ideia do roteirista, mas achei uma ideia sensacional e nova. Achei muito interessante porque acabamos pensando em muita coisa, na ética, na burocracia que aflige os doadores ( Tsuyoshi tem que se casar com Sara para poder doar o coração para a menina, pois um pai pode direcionar sua doação, uma pessoa normal não pode), também pensamos nos suicidas, que são pessoas, na maioria dos casos com saúde, mas não querem viver, enquanto muitos estão querendo viver e estão sem saúde. Mas eu não condeno os suicidas, pois sei que eles estão doentes também, psicologicamente, mas estão. Mas rola um preconceito. Em Platonic todos dizem que um suicida é covarde. Mas o mais legal é Sara ficar apaixonada por Tsuyoshi, que é bem mais novo que ela, e o casamento acabar virando algo real. Mas tudo muda quando ele não é mais útil pra ela...º-º Bom, o final ficou muito emocionante e espero conseguir colocar todos os capítulos aqui com legendas. Espero que gostem.^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comente! Volte sempre!